O visual importa sim!

Quando saímos de casa para fazer uma apresentação em público, uma das primeiras preocupações que temos é com a imagem que vamos passar, através da roupa que vestimos. Isto porque a nossa primeira forma de avaliação é visual e estética. Essa mesma lógica deveria ser seguida na hora de montar os slides.

 

Para a designer Lelê Médici, diretora de criação da Artidea Slides, “a apresentação é o que torna sua ideia atrativa”. Segundo ela, isto é o que orienta o discurso de forma visual. “É o que vai fazer as pessoas acreditarem naquilo que você fala, é o que vai permitir que elas sintam o mesmo que você e que se emocionem como você”, afirma.

 

Uma apresentação de slide deve ser simples e objetiva. Claro que é muito importante pensar no conteúdo, mas também em como ele será entregue visualmente à sua audiência. Meros dados não constituem informação. Informação sem compreensão não gera conhecimento. A informação emerge da forma como os dados são organizados e apresentados. Por sua vez, a composição visual de textos e imagens no planejamento da comunicação dará significado à mensagem. 

 

A comunicação visual é todo meio de comunicação que se expressa por meio de signos não verbais, ou seja, utilizando componentes visuais para transmitir o que deseja. Podemos afirmar que a gênese da comunicação visual está nas pinturas rupestres feitas pelos homens primitivos. Uma parte significativa de nosso córtex cerebral é dedicada ao processamento visual e a visão fornece informações sobre nosso ambiente sem necessidade de proximidade, como é o caso dos outros sentidos humanos.

 

 

Lelê lembra ainda que “estética sempre foi e sempre será importante”. Ela cita como exemplo as obras do arquiteto dinamarquês Bjarke Ingels, conhecido por edificações que desafiam as convenções e dimensões da arquitetura tradicional. Seus projetos incorporam ideias de desenvolvimento sustentável e conceitos sociológicos. “A arquitetura dele além de funcional é, em primeiro lugar, atrativa”, diz. Mas a arquitetura é extremamente visual, como ela mesma ressalta.

 

 

 

“Então vamos falar de Massimo Bottura, o chef que reinterpretou a comida tradicional da Itália e chegou a ganhar três estrelas Michelin. Será que ele teria conseguido isto apenas com sabor, sem levar a estética em consideração?”, questiona a designer.

 

A diretora de criação da Artidea Slides comenta ainda a importância do design de produto: “Vamos falar de Tênis. Tênis é um calçado esportivo e, no esporte, o que importa em primeiro lugar é performance, resultados… Mas a marca Adidas recorreu ao estilo para alavancar as suas vendas. No início de 2015 investiu na ‘Originals’, a sua linha retrô de puro estilo. Em 2016 a Adidas saiu do segundo lugar em vendas e assumiu a liderança - vencendo a concorrente Nike, que liderou o mercado por 10 anos consecutivos. Ou seja, o visual venceu a performance no esporte”.

 

“Estética é complementar à função, sim”, afirma Lelê. “Em textos e apresentações a palavra chave é diagramação, pois é o que torna mais agradável a leitura, dá ênfase àquilo que é necessário e melhora a legibilidade”, conclui. 
 


     



FICOU ALGUMA DÚVIDA?

Preencha os campos abaixo que entraremos em contato



Se preferir envie uma mensagem via WhatsApp: (11)9.9400.0036 ou atendimento@artidea.com.br