O improviso nas apresentações

“Levo normalmente três semana para preparar um bom discurso de improviso” - essa frase é de Mark Twain, escritor e humorista norte-americano, mais conhecido pelos romances The Adventures of Tom Sawyer (1876) e sua sequência Adventures of Huckleberry Finn (1885). Figura renomada entre os clássicos da literatura do século XIX, ele sabia que o sucesso ou o fracasso dos 40 minutos de apresentação são um reflexo de uma vida inteira de experiências.

 

"Riam! Mas riam naturalmente" - a frase não faz muito sentido, não é mesmo? É que não existem regras para o humor e para as grandes sacadas. Nenhum manual de instrução vai ensinar você a falar a frase certa na hora certa com o gancho perfeito. Só a experiência ensina um grande orador a ser um grande orador.

 

Você pode, no entanto, abreviar esse processo. Como? Tendo uma estratégia de aprendizado. Sempre faça uma avaliação posterior do resultado de suas palestras. Estude seu público e faça anotações das falas que trouxeram melhor retorno.

 

Começar com uma frase de impacto pode ajudar a desenvolver o tema, por exemplo. Ao improvisar, é importante que você se mantenha calmo, com um tom de voz controlado. Segundo especialista isso ajuda a manter suas ideias no lugar.

 

Lembre-se que o melhor de tudo é aprender com as suas experiências. O autoconhecimento é chave para sair de qualquer situação embaraçosa.

Save to Favim.com


     



FICOU ALGUMA DÚVIDA?

Preencha os campos abaixo que entraremos em contato



Se preferir envie uma mensagem via WhatsApp: (11)9.9400.0036 ou atendimento@artidea.com.br