Deu branco? Veja como exercitar a sua memória

Antes de começar a ler esse texto memorize essa informação:
Endereço: Rua João Ninguém, Av. Brasil, 1.550, Porto Seguro, BA


Tudo pronto para a apresentação, você seguiu todas as recomendações, estudou o conteúdo e preparou a sua fala, mas as luzes se apagaram e todas as lembranças parecem ter desaparecido. DEU BRANCO!!! 

 

Treinar a memória pode evitar situações constrangedoras na hora de falar em público. Nós, da Artidea Slides fizemos uma pesquisa rápida e encontramos algumas dicas que compartilhamos a seguir.

 

A memória é basicamente a capacidade humana de inscrever, conservar, e relembrar mentalmente vivências, conhecimentos, conceitos, sensações e pensamentos experimentados em um tempo passado. Especialistas da Neurobiologia e da Psicologia Cognitiva ratificam esta definição, afirmando que na verdade existem várias memórias, pois há diversas fontes de armazenamento de dados em nossa mente, não limitadas em uma área determinada de nosso cérebro, mas inerentes a distintas atividades mentais.

 

Há duas maneiras pelas quais o cérebro adquire e armazena informações: a memória de procedimento e a memória declarativa. Essas duas formas divergem tanto no que diz respeito aos mecanismos cerebrais envolvidos, como nas estruturas anatômicas.

 

Segundo um artigo publicado pela agência de notícias BBC, apesar de o cérebro humano parecer ter uma capacidade infinita, a tarefa de medir o quanto cabe na memória humana ainda é muito complexa para neurocientistas que se dedicam ao tema. Isto porque enquanto alguns têm dificuldade de decorar um simples nome, aniversário ou número de telefone, existem pessoas que realizam feitos incríveis com seus cérebros.

 

Nelson Dellis, atual campeão do Torneio de Memória dos Estados Unidos, contou à BBC que o feito foi resultado de muita prática. “Eu era bem esquecido, mas depois de algumas semanas treinando, me vi fazendo algo que parecia quase impossível. Todos nós temos essa capacidade”, disse Dellis. 

 

O psicólogo Alberto Dell'Isola, vencedor do Campeonato Brasileiro de Memorização de 2009 e autor de três livros sobre técnicas para melhorar a capacidade de memorizar, deu algumas dicas durante uma entrevista para a revista SuperInteressante. Veja:

 

Nome e fisionomia
Se você conhece alguém próximo com o mesmo nome, imagine essas duas pessoas interagindo. Mas, se não conhece ninguém com o mesmo nome, relacione a primeira sílaba com um objeto inusitado - para "Renato", por exemplo, imagine-se dando a ele um remo.

 

Lista de supermercado
Aqui vale a técnica do Palácio da Memória, usada na Grécia antiga. Imagine uma casa em que cada cômodo esteja cheio de produtos que você precisa comprar e liste cada um deles de uma forma inesperada: a cama, por exemplo, pode estar coberta de ovos quebrados. Outra técnica útil é decorar a quantidade de itens para cada categoria (carnes, frutas, produtos de limpeza etc.). Nada disso funcionou? Então memorize frases absurdas usando os produtos que precisa comprar. Por exemplo: "Fui fritar um bife, mas coloquei um ovo na frigideira, só que a panela caiu em cima do sabão e tive que comer tomate". Quanto mais sem sentido, mais difícil de esquecer.

 

Conteúdo para vestibulares e concursos
Anote fórmulas matemáticas, por exemplo, em diferentes cartões de visita. Deixe-os no bolso e, ao longo do dia, volte a olhar para eles sempre que possível. Só não se esqueça de tirar os cartões na hora de lavar a roupa...

 

Caminho
Se o taxista que você consultou indicou uma sequência interminável de "vire à direita" e "vire à esquerda , converta a instrução em números do relógio, tipo: 9-3-12-3-9 (esquerda, direita, siga em frente, direita, esquerda).

 

Senha
O importante é criar padrões. Se for com letra, como as exigidas por alguns bancos, crie frases com as iniciais. Para senhas numéricas, faça uma frase memorável, e de preferência esquisita, com palavras com o mesmo número de letras da sílaba. "Um fantasma caiu à minha frente", por exemplo, pode fazer lembrar da senha 294166.

 

Remédio
Quem precisa tomar um medicamento todos os dias, para o resto da vida, dificilmente esquece. Mas, se você fez uma cirurgia e precisa de um remédio 3 vezes diariamente, apenas por algumas semanas, melhor relacionar os horários a algum hábito cotidiano - antes das refeições, por exemplo, ou na hora de dormir.

 

Número de telefone
Escreva-o ou repita em voz alta. Outra alternativa é memorizar a imagem que os números formam juntos, como um X, um quadrado etc.

 

Agora que encerramos este texto, você seria capaz de lembrar aquele endereço lá do início? Então responda sem “colar”. Esse simples teste de memória pode ajudá-lo a perceber a real necessidade de exercitar o cérebro.
 


     



FICOU ALGUMA DÚVIDA?

Preencha os campos abaixo que entraremos em contato



Se preferir envie uma mensagem via WhatsApp: (11)9.9400.0036 ou atendimento@artidea.com.br